Fotografia Online Rio de Jneiro - RJ

Esperando o Vi em casa, na pandemia

"É como morar fora do país, longe da família, mas minha mãe está só a algumas quadras". 

Foi assim que a Beatriz me definiu como pode ser solitária uma gestação em tempo de pandemia. São muitos os desafios, mas, sem dúvida, são muitas as oportunidades também, sobretudo para ela e o marido, Maurício, que estavam em home office e, apesar de trabalhando, podendo viver tudo mais intensamente juntos em casa.

Os ensaios online se transformaram numa alternativa para guardar momentos tão importantes em tempos tão desafiadores. Sem dúvida, são fotos que vão ajudar a relembrar e contar em detalhes essas histórias de amor, superação e esperança para os pequeninos que estão nascendo agora.

A história da espera do Vicente me toca especialmente: Maurício é meu primo, fui madrinha de casamento deles, amo esses dois três tanto que sonhei com o Vi antes de receber a notícia de que ele vinha aí. Uma das coisas que mais senti, com o isolamento social, foi a dor de não acompanhar mais de perto essa gravidez. Fazer o ensaio de gestante da Bia foi motivo de muita alegria, um jeito de me sentir mais perto deles e dar minha contribuição para que o Vi saiba quanto amor o esperava nesse mundo!

"Menina, amanhã de manhã
Quando a gente acordar
Quero te dizer que a felicidade vai
Desabar sobre os homens, vai
Desabar sobre os homens, vai
Desabar sobre os homens"

(no vídeo: música Vai, de Tom Zé, uma das que compõe a playlist que eles fizeram para ouvir enquanto esperam o Vicente)